Você está aqui
Principal > Dicas > Dicas valiosas para comprar o seu contrabaixo

Dicas valiosas para comprar o seu contrabaixo

Você resolve começar a tocar um instrumento, ai quando vê  acaba se encantando pelo contrabaixo,  instrumento muito simpático, que muitas vezes é o mais discreto da banda,  porém sem ele não haveria o “casamento  harmonioso” entre os  outros instrumentos presentes nela. E de repente se depara com a necessidade de adquirir esse instrumento que tanto conquistou !

E ai logo surge aquela pensamento: “Pouco conheço sobre o instrumento, por onde começo a procurar, e qual será o melhor modelo de baixo para mim?!?!”

sua cara quando começa a pensar no assunto.
Sua cara quando começa a pensar no assunto.

Para te ajudar com essa e outras questões sobre esse assunto, nesse artigo iremos apresentar os principais modelos e estilos de contrabaixos que você poderá encontrar no mercado, e assim poder melhor decidir  qual o modelo que melhor atende suas necessidades e combina com seu estilo.

Existe um tipo de baixo para cada estilo de baixista.
Existe um tipo de baixo para cada estilo de baixista.

O Contrabaixo, é um instrumento muito encontrado em quase todos os estilos de música, é muito utilizado para fornecer um baixo tom ao fundo de uma música. Podemos encontra-lo em Música de Câmera, Jazz, Blues, Rock, Musica Popular e principalmente em Musica Clássica.

Apesar de não existir um tipo de contrabaixo certo para cada estilo de música, alguns modelos de contrabaixos são mais utilizados que outros em alguns estilos de música específicos.

É aí surge a próxima dúvida: “mas quais são os tipos de baixo que existem?”

A duvida de quase todos quando começam.

Para começar, podemos dividi-los em duas categorias, Elétricos e Acústicos.

Dicas para escolher seu baixo.
Flea, baixista australiano, da banda Red Hot Chili Peppers, com seu baixo elétrico.

Os Baixos elétricos são aqueles que tem um formato solido e são slim, não possuem caixa acústica, por isso seu som sem o auxílio de caixas amplificadoras são quase inaudíveis, porém possuem poderosos captadores que amplificam seu som quando conectados as caixas, fazendo um sonzão! Esses tipos de baixos são muito utilizados em estilos como Heavy Metal, Black Metal, Pop Rock, Sertanejo Universitário, músicas contemporâneas e também outros estilos de Rock.

Tudo-sobre-baixo-Marcos-Paiva-baixista-jazz-brasileiro
Marcos Paiva baixista de Jazz

Os Baixos acústicos são aqueles que, assim como as guitarras acústicas, tem uma caixa acústica para amplificar o seu som. Como eles são difíceis de se ouvir sem amplificação elétrica em lugares muito aberto, eles são geralmente equipados com captadores, também conhecidos como pick-ups para dar essa forcinha com o som. Por ter um som mais limpo e baixo, estes tipos são mais utilizados na música country, Rockabilly, Rock clássica, e também no jazz e em música clássica instrumentais.

Baixolão , instrumento muito utilizado em musicas acústicas.
Baixolão , instrumento muito utilizado em musicas acústicas.

Junto com os modelos acústicos, existe também o Baixolão, instrumento que possui caixa acústica e assim como os outros modelos acústicos, tem um som limpo e baixo, porém são audíveis mesmo sem o uso de pick-ups  para amplificar o som. Esse modelo é muito utilizado em apresentações acústicas, principalmente em estilos como M.P.B., Reggae e Samba.

Perfeito para quem quer e precisa tocar desplugado, em situações como acompanhar um violão em um lual, ou mesmo para tocar em lugares onde não há energia elétrica.

A outra dúvida que surge é: “E o número de cordas, influenciam em para o baixo?”

Simone do Vale, baixista da banda Autorama, com seu baixo elétrico de 4 cordas .
Simone do Vale, baixista da banda Autorama, com seu baixo elétrico de 4 cordas .

O número de cordas em um baixo desempenha um papel muito importante para os tons e na escala do instrumento. A maioria dos contrabaixos que você encontrará em uma loja de instrumentos musicais terá por padrão 4 cordas. Pois a maioria dos baixistas, sejam eles iniciantes ou não, tem a preferência em utiliza-los, por serem mais simples, mais fáceis de manusear para tocar, graças as distancias entre cordas. Outro motivo que faz dele o preferido, é por serem mais práticos, pois tem apenas as cordas com as notas fundamentais, que são responsáveis pelos principais tons muito utilizados na maioria das canções. Porém pelo mesmo motivo ele  limita o  baixo a riffs mais simples, por não ter uma variedade muito grande de tons, fazendo com que ele  tenha uma participação simples, mas não por isso menos importante e nem ruim. Esse modelo com 4 cordas é ideal para quem está começando, por ser mais simples, facilitando assim que o novo baixista pegue o jeito do seu instrumento mais rápido.

tudo-sobre-baixos5
Há sempre um modelo para cada gosto!

 

Tanya Candler, ex baixista da banda feminina Kittie, com seu baixo elétrico de 5 cordas.
Tanya Candler, ex baixista da banda feminina Kittie, com seu baixo elétrico de 5 cordas.

Há também modelos de baixo com cinco, seis e até mesmo oito cordas ou mais cordas, são normalmente utilizados em canções onde sua participação do instrumento é mais complexa, como em complicados riffs de guitarra e variações extremas de oitava na música. Quanto maior o número de cordas, maior será a extensão do que está sendo tocado no baixo, mas isso evidentemente não significa que o baixista é o melhor por tocar com um instrumento com mais cordas. Mas nota-se que tocar em um baixo de seis ou oito cordas pode ser muito desafiador e, certamente, exige muita prática do baixista.

Contrabaixo com 9 cordas.
Contrabaixo com 9 cordas.
Baixo elétrico duplo.
Baixo elétrico duplo.

Alguns baixistas que tocam em bandas onde há uma variedade muito grande de músicas de estilos diferente com tons também  distintos, como bandas cover, ou com um repertorio muito variado, acabam optando por utilizar um baixo duplo ou até triplos em vez de ter 2 ou 3 baixos, esse instrumento é composto normalmente por 2 ou 3 braços. O modelo mais comum é o dois braços com um braço com quatro cordas e o outro braço com cinco, no caso do baixo duplo, podendo assim afinar cada braço com tom que precisar para apresentação.

Após escolher qual o estilo do contrabaixo e o número de cordas, surge a próxima duvida: “Será melhor o baixo com traste ou sem?”

Trastes, são essas repartições metálicas em baixo das cordas
Trastes, são essas repartições metálicas em baixo das cordas

Os trastes são muito importantes para saber em que traste as pontas dos dedos devem ser colocados para obter o tom preciso. Eles são as linhas de metal embutido nos braços das guitarras, baixos e violões, é através que dá aos músicos a ideia sobre a nota apropriada. Os baixos com trastes são normalmente utilizados em todo o mundo, e são os tipos de baixo mais comuns.

Contrabaixo sem trastes.
Contrabaixo sem trastes.

Os menos comuns são os baixos sem trastes, pois são bem mais difíceis de serem tocados, já que se você não colocar suas mãos em posições adequadas sobre o braço, a nota tende a mudar. Estes tipos de baixo sem trastes são geralmente preferidos por músicos profissionais que passaram anos na indústria da música, o baixo mais comum sem corda é o Contrabaixo Acústico.

Baixo acústico em show de rock.
Baixo acústico em show de rock.

Por fim: “E quais são as marcas e estilos de corpos melhores e mais conhecidos?”

Modelos diferentes de contrabaixo.
Modelos diferentes de                               contrabaixo.

Há muitas marcas conhecidas de contrabaixo, que além dele, produzem outros instrumentos musicais. Algumas das melhores marcas podemos citar a Fender, Condor, Warwick, Ernie Ball, Music Man, Jay Turser, Eagle, Yamaha, Ibanez, Warmoth,Tagima, Gibson, e muitos outros. Warwick e Warmoth são duas empresas muito populares que produzem baixos personalizados para seus clientes. O corpo dos baixos também apresenta formas variadas. Alguns baixos apresentam um corpo com estilo mais de violino, outros com modelos Les Paul, Flying V, Explorer e Gibson SG, entre outro. Essas formas e estilos diferentes no entanto não apresentam um efeito sobre a qualidade do som do instrumento, mas sim ajuda a deixar os instrumentos com o estilo mais parecido dos seus donos.

Agora que conhece um pouco mais sobre os estilos e modelos de contrabaixos, é só escolher o modelo que mais parecido com o seu estilo, e começar a tocar!

Shavo Odadjian, baixista do System of a Down.
Shavo Odadjian, baixista do System of a Down.

 

Cinthia Neves
Estudante de Administração na Unesp de Jaboticabal, apaixonada por musica, empreendedorismo, entretenimento, área de saúde e finanças.
http://saibacomprar.com.br

Comentários

Top